Posts com Tag ‘vei lo e as velas do cruzeiro’

O Curta ” Véi Lô e as velas do Cruzeiro…”  estará sendo exibido no Festival dos 5 minutos, na Mostra Panorama Nacional. Compareçam! conto com a presença de vocês.

 

PROGRAMA 16 − 52’27”
21.11 (sáb) − 16h − Sala Walter da Silveira

Tratado de Solidão
Lívio Maynard | 05’00” | FIC | 2009 | Salvador – BA
liviomainard@gmail.com

Trilhos
Andréa Souza | 02’53” | DOC | 2008 | Nova Iguaçu – RJ
decupagem@yahoo.com.br

Triste Bahia
João Nicanor | 04’41” | DOC | 2009 | Salvador – BA
joaonicanor@bol.com.br

Trompe L’oeil
Milianie Lage Matos | 05’00” | EXP | 2009 | Salvador – BA
milianie@gmail.com

ÜberGlam
Daniel Fróes | 04’58” | CLIP | 2009 | Salvador – BA
daniel.froes@gmail.com

Um Menino Uma Flor
Caó Cruz Alves | 04’00” | ANM | 2009 | Salvador – BA
caocruzalves@gmail.com

Véi Lô e as Velas do Cruzeiro…
Pedro Moraes, Flávia Vasconcelos | 05’00” | DOC | 2009 | Salvador – BA
fauvascon1@gmail.com

Velotroz − Vizinha Suicídio
Rafael Jardim | 04’47” | CLIP | 2009 | Salvador – BA
rafaeljardimcine@gmail.com

Vídeo Estado Simulacro Cinematográfico
Bárbara de Azevedo | 04’37” | EXP | 2009 | São Paulo – SP
cineartesvisuais@gmail.com

Vinte Nove e Noventa
Expinho | 03’54” | EXP | 2009 | Salvador – BA
tiago13espinho@hotmail.com

Voltando para Casa
Salomão Gidi | 05’05” | Aventura | 2009 | Salvador – BA
rsgidi@hotmail.com

 

O curta Véi Lô e as velas do cruzeiro… de Flavia Vasconcelos e  Pedro Moraes, foi gravado em abril de 2009, na Fazenda Periperi, localizada em Matina (aproximadamente 900 km de Salvador), na Semana Santa, período que os mortos são homenageados. O personagem principal é um senhor de 88 anos, o Véi Lô, que, em uma conversa com sua neta Camila, fala sobre costumes e o ritual de acender velas para os parentes mortos no cruzeiro do cemitério da fazenda.

Durante a conversa – o fio condutor do enredo – é possível observar o comportamento dos antigos moradores do sertão baiano, representados por Véi Lô, no sotaque, na característica física, na vestimenta, no uso do cigarro de palha e o processo artesanal de fazê-lo, evidenciando a ligação íntima com a terra, já que é dela que se tira a palha do milho, matéria prima do cigarro.

Outro tema que valoriza a memória e os costumes do sertanejo baiano é o ritual, feito todos os anos, no período da Semana Santa, por Véi Lô e os seus vizinhos e que é mostrado durante a conversa entre o personagem principal e sua neta. Durante a noite, todos se encontram no cemitério da fazenda e, aos pés do cruzeiro, acendem velas e rezam para os parentes e amigos mortos. A beleza está na devoção e respeito aos mortos, tradicionalmente conservados pelos moradores e na estética das imagens, provocada pelas chamas das velas, que juntas, iluminam o nosso personagem.

Véi Lô e as velas do cruzeiro… é um curta, de gênero documental, que registra a personalidade simples e quase ingênua, porém rica em detalhes, de um senhor sertanejo e a valorização dos seus costumes, que não sofreram interferências do mundo urbano e da modernidade.